Durante o mês de dezembro, realizamos mais uma temporada de capturas de onças-pintadas em nossa base do Pantanal, no Refúgio Ecológico Caiman. Nesta ocasião, conseguimos capturar quatro onças diferentes: o Sombra, a Oreia, a Pandhora e a Fênix. Conseguimos coletar amostras biológicas e colocar os colares para monitoramento.

A temporada de capturas de dezembro foi um sucesso! (Foto: Onçafari)

 

A IMPORTÂNCIA DAS CAPTURAS

As capturas são parte fundamental do nosso trabalho de pesquisa e produção de conhecimento científico! 

Uma de nossas frentes de atuação é o Onçafari Science, que tem como objetivos: monitorar o comportamento das onças-pintadas e lobos-guarás em relação à atividade turística, avaliar constantemente o estado de saúde dos animais, além de desenvolver pesquisas em ecologia e fisiologia. Dessa forma, aumentamos o conhecimento científico sobre as espécies e potencializamos sua proteção.

Para conseguir os melhores resultados, o Science lida diretamente com as seguintes tarefas: 

– Acompanhamento dos animais por rastros e observação direta;

– Monitoramento dos animais por armadilhas fotográficas;

– Capturas periódicas de onças-pintadas e lobos-guarás, para a coleta de amostras biológicas (sangue, urina, pelos etc.) e, em alguns casos, a colocação de rádio-colares com GPS. Assim, conseguimos mapear sua localização e descrever os padrões de movimento, o que permite analisar seus comportamentos;

– Envio de coletas ao Banco de Amostras Biológicas do CENAP/ ICMBio para estudos de genética e armazenamento para pesquisas futuras;

– Estudos e aprimoramento de técnicas para evitar o conflito entre os predadores estudados e os rebanhos de animais domésticos. 

 

FICHA DAS ONÇAS CAPTURADAS EM DEZEMBRO

Nesta temporada, capturamos 4 onças diferentes: 

Nome: Sombra;

Sexo: Macho

Peso: 122 kg;

Passou a ser monitorado por: um colar VHF (além das câmeras trap e observação).

Sombra, o único macho capturado durante a temporada. (Foto: Onçafari)

 

Nome: Oreia;

Sexo: Fêmea

Peso: 66 kg;

Passou a ser monitorada por: um colar GPS (além das câmeras trap e observação).

Observação: A onça estava no cio e próxima do macho Magrão no momento da captura.

Foto: Onçafari

 

Nome: Pandhora;

Sexo: Fêmea

Peso: 63 kg;

Passou a ser monitorada por: um colar GPS (além das câmeras trap e observação).

Pandhora, uma das onças capturadas durante a temporada. (Foto: Onçafari)

 

Nome: Fênix;

Sexo: Fêmea

Peso: 45 kg (ainda é sub adulta);

Observação: Como ainda não é uma onça adulta, ela não recebeu colar. Mas segue sendo monitorada por câmeras trap e observação, até que se aproxime dos 60 kg. 

Foto: Onçafari

Envie sua mensagem