A aprovação PL 7.136/2010 seria prejudicial à grande predadores, como a onça-pintada, e muitos outros animais da fauna brasileira – Foto: Divulgação

Onyx Lorenzoni, desarquivou 108 projetos na Câmara dos Deputados dos quais ele é autor ou coautor na última quinta-feira (7). As matérias foram apresentadas pelo ministro da Casa Civil durante seus quatro mandatos como deputado federal, desde 2003, ao longo de quatro mandados parlamentares. O PL 7136/2010, que permite que municípios façam a regulamentação da caça, estava entre os projetos desarquivados.

O Projeto de Lei proposto por Lorenzoni altera o primeiro parágrafo do artigo primeiro da Lei 5197 de 3 de janeiro de 1967 – que dispõe sobre a proteção da fauna e dá outras providências – para que a regulamentação da caça seja feita pelo Poder Público Municipal: “Se  as  peculiaridades  regionais  comportarem  o  exercício  da  caça,  como superpopulação de animais, danos ao meio ambiente, ataques a seres humanos, transmissão  de  doenças  e  ataques  a  lavouras  comerciais  e  de  subsistência,  a permissão será  estabelecida em ato  regulamentar  do Poder Público Municipal”. A Lei atual confere essa atribuição ao Poder Público Federal.

Esse projeto de lei tem 4 grandes problemas:

  • Em uma interpretação literal, os municípios poderiam fazer o controle de qualquer espécie que possa transmitir doenças ou consumir lavouras. Isso pode abranger quase toda a fauna do país.
  • Trazer exemplos do que é admissível gera dúvidas sobre o que não se enquadra explicitamente na lei
  • Seria necessário que todas as prefeituras tivessem pessoal capacitado para regulamentação da caça. Porém, a grande maioria não tem secretaria de meio ambiente. Embora muitos municípios contem com outras secretarias que acumulam atribuições ambientais, não dispõem de biólogos para avaliar a necessidade e as recomendações de manejo da fauna silvestre.
  • A fauna silvestre é patrimônio da União, por isso é tarefa da União (Poder Público Federal), e não do Poder Público Municipal, regulamentar a caça.

Por esses motivos o PL 7136/2010 foi rejeitado pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CMADS) e arquivado em 2011. Como os problemas do projeto de lei de Lorenzoni continuam os mesmos em 2019, acreditamos que não há razão para que ele seja aprovado.

Comentários

Envie sua mensagem