Como você já sabe, novembro é o mês das onças-pintadas! Em comemoração ao Dia Internacional da Onça-pintada, que acontece no dia 29, nós resolvemos prolongar a celebração por todo o mês. E, já que o objetivo é promover uma reflexão sobre a importância de preservarmos a espécie, qual tal um post recheado de informações sobre o maior felino das Américas? 

 

CURIOSIDADES SOBRE AS ONÇAS-PINTADAS 

Se você também quer conhecer um pouco mais sobre este animal tão encantador, confira algumas curiosidades selecionadas por nós:

1. CADA ONÇA É ÚNICA!

As rosetas, que são as manchas pretas espalhadas pelo corpo da onça, seguem combinações únicas. Ou seja, o padrão de manchas nunca será igual de uma onça para outra! Assim como a digital humana, que é capaz de identificar cada ser individualmente, as rosetas também nos ajudam a reconhecer cada uma das onças estudadas. 

Isa, uma das onças monitoradas por nós no Pantanal. (Foto: Edu Fragoso)

2. MORDIDA MAIS FORTE DO MUNDO! 

Proporcionalmente, levando em conta seu peso e tamanho do crânio, a onça-pintada tem a mordida mais forte do mundo, ultrapassando felinos como o tigre e o leão! Sua mandíbula é tão forte, que é capaz de quebrar cascos de tartaruga.  

Onça-pintada fotografada pelo presidente do Onçafari. (Foto: Mario Haberfeld)

3. ONÇA-PRETA

Ao contrário do que muitos pensam, a onça-preta não é uma espécie diferente, é apenas a onça-pintada com maior acúmulo de melanina. O que acontece é uma mutação genética que aumenta a quantidade de melanina na pele e pelos. Por isso elas também são conhecidas como “onças melânicas”. Se olharmos atentamente é possível ver as rosetas e pintas em seu corpo negro.

Onça-preta registrada por armadilha fotográfica na Pousada Trijunção.

4. DIETA (DES)EQUILIBRADA

A onça segue uma dieta adotada pela maioria dos grandes felinos, conhecida como “feast or famine” (banquete ou fome). O animal fica até uma semana sem comer, mas pode devorar enormes quantidades de carne em um único dia!

Onça-pintada devorando um jacaré. (Foto: Mario Haberfeld)

5. DESAPARECIDA EM ALGUNS TERRITÓRIOS AMERICANOS

As onças-pintadas eram encontradas no oeste e sul dos Estados Unidos, incluindo Texas, Califórnia, Arizona e Novo México, além de El Salvador. Entretanto, o felino foi rapidamente eliminado dos países, e muito poucas aparições foram registradas desde os anos 1960. 

Onça-pintada avistada em meio à vegetação. (Foto: Cynthia Lebrão)

Para evitar que essa fatalidade se espalhe por outros territórios, nós do Onçafari nos dedicamos diariamente à conservação da espécie aqui no Brasil. Somos totalmente encantados pelas onças-pintadas e trabalhamos todos os dias para que outras pessoas possam vivenciar o mesmo encantamento. Acreditamos fielmente no ecoturismo e propagação de informação como grandes forças à favor da biodiversidade.

QUANTO MAIS PRÓXIMO, MELHOR

Uma das nossas maiores forças para a conservação da vida selvagem é a informação. Quanto mais as pessoas conhecem e se aproximam dos animais, maior é o senso de urgência sobre a necessidade de protegê-los. Por isso, fazemos um trabalho muito consistente de pesquisa e propagação de conhecimento científico, com foco na onça-pintada (Panthera onca), através de nossas frentes “Ciência” e "Educação" 

Além da divulgação de conhecimento, também acreditamos no ecoturismo como ferramenta para a conservação. Por isso, buscamos aproximar as onças-pintadas e seres humanos, de forma totalmente equilibrada, por meio da frente “Ecoturismo”. 

Become a supporting company or partner of Onçafari and help preserve Brazil’s biodiversity